Conheça Os Efeitos Poderosos Da Radiofrequência Facial

As marcas de expressão, a flacidez e o aparecimento de rugas muitas vezes causadas pelo envelhecimento da pele ou até mesmo pela exposição excessiva ao sol é um dos grandes fatores para a baixa da autoestima por parte de mulheres e homens de diversas faixas etárias.
Pensando nisso, o mercado estético desenvolveu o super tratamento da radiofrequência, esta que pode ser usada para tratar falhas corporais como: celulite, flacidez e gordura localizada, como para casos de flacidez facial e papada.
“A técnica age no local tratado através da geração de calor no tecido embaixo da pele, que induz a produção de novas fibras de colágeno e elastina, resultando em uma melhora imediata no aspecto da pele. “Para iniciar o tratamento é feita uma higienização da pele e em seguida é aplicado o óleo vegetal de condução que evita que o calor causa desconforto diretamente na pele. Através de um aplicador posicionado na face ou no corpo , é  realizado o procedimento de radiofrequência no local tratado. Após o tratamento,  se retira o material aplicado e termina a sessão”, explica a esteticista Joyce de Oliveira do Fit Body Pilates Spa & Estética.
Dentre as indicações mais comuns para a radiofrequência facial estão a melhora da flacidez da região tratada, a redução significante de rugas e até mesmo o tratamento de cicatriz de acne. Não invasiva, a técnica causa efeitos apenas na área do tratamento. O objetivo de cada sessão é elevar a temperatura da pele e do tecido subcutâneo até 39°C a 42°C e mantê-la por um período de 14 minutos.
A ponteira deve ser movimentada o tempo todo a fim de distribuir bem o calor por toda a pele tratada. Durante o procedimento é medida a temperatura da pele diversas vezes para garantir que ela chegue a 40-42 graus Celsius e não ultrapasse esse nível de temperatura.
Esse aparelho de radiofrequência aquece o tecido através da corrente elétrica, transformando a produção da temperatura acima do normal, que gera a contração imediata do colágeno e remodelação da fibra de colágeno e elastina já existentes. Após o tratamento ocorre um estímulo dos fibroblastos para produção do novo colágeno.
“O número de sessões dependerá do objetivo a ser alcançado por cada paciente. Portanto, são necessárias de três a dez sessões em cada região para que a alteração apresentada se torne cada vez mais visível. Também devem ser respeitadas as frequências de uma a cada duas ou três semanas para o rosto. Além disso, O protetor solar deve ser aplicado após a realização do procedimento, finaliza a Esteticista.
Radiofrequencia-Facial
Fonte: Joyce de Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s