Está insatisfeita (o) com seu rosto? Conheça o procedimento estético de harmonização

O objetivo é devolver a harmonia e a proporcionalidade entre as estruturas da face

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

 

Você é daquelas pessoas que não perde uma novidade do mundo da beleza? A reestruturação da face vem ganhando popularidade no área da estética. O procedimento tem como objetivo devolver a harmonia e a proporcionalidade entre as estruturas da face, conforme o diagnóstico do paciente.

A harmonização facial corrige pequenas assimetrias do rosto através de técnicas como a aplicação de botox, a rinomodelação, o preenchimento labial, a bichectomia e a lipo de papada. Os preenchimentos ainda deixam a pele mais jovem.


Como é feito o tratamento? 

Antes de optar por qualquer uma das técnicas, você precisa passar por um diagnóstico. A cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, explicou que o diagnóstico visualiza a face como um todo. “Leva-se em consideração a estrutura óssea, a quantidade e qualidade de tecidos como gordura, músculos e ligamentos e a qualidade e aparência da pele, além da proporcionalidade entre os segmentos da face. É uma avaliação global do rosto, tanto em repouso quanto durante os movimentos da musculatura”.

Um método adotado é o MD Codes, criado pelo Mauricio de Maio, que divide o diagnóstico face em estrutura, contorno e refinamento, padroniza a avaliação e tratamento global para atingir a harmonização facial.


Quando é indicado fazer a harmonização facial? 

Os pacientes, normalmente, reclamam do bigode chinês ou o sulco nasogeniano, entre o canto do nariz e da boca. “Este é um caso em que a harmonização facial se faz necessária e o procedimento a ser usado vai depender da causa do problema. Se o bigode chinês for causado pela diminuição da parte óssea da maçã do rosto, que faz com que os tecidos caiam e dobrem sobre o ligamento que forma o sulco nasogeniano, o ideal é realizar um preenchimento com ácido hialurônico de alta coesividade sobre o osso para simular o aumento dessa estrutura e assim resolver o problema”, afirma a cirurgiã.

A especialista também contou que se a causa for a absorção do compartimento de gordura das bochechas, que ocorre com o envelhecimento, o tratamento recomendado é a aplicação de um ácido hialurônico mais maleável para repor este compartimento e, consequentemente, melhorar o sulco.

Outra queixa frequente é com relação ao tamanho do nariz. Para resolver, o paciente deve fazer a harmonização do queixo e do nariz. “Se apenas o nariz for tratado, a harmonia facial continuará alterada. Então, para estes pacientes que possuem o mento muito pequeno a ponto de causar um desequilíbrio entre o tamanho do terço médio e do terço inferior da face, a mentoplastia é o ideal”.

Está insatisfeito com outra parte do rosto? 

O ideal é consultar um médico especializado, para ele realizar um clínico e indicar o melhor tratamento.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s