Jejum intermitente: como funciona a dieta tolerável pelos nutricionistas

2796532-existem-varios-tipos-de-jejum-intermiten-950x0-3

 

Você já ouviu falar em jejum intermitente? É uma prática que vem se tornando popular entre os brasileiros e consiste em comer somente quando houver fome. Mas nada de dietas restritivas ou mirabolantes: o jejum é uma estratégia de diminuição da frequência alimentar que pode melhorar a sensibilidade à insulina, o efeito cardioprotetor e aumentar a participação de lipídios no metabolismo. Com isso, o bônus é o emagrecimento. O Purepeople entrevistou a nutricionista funcional Andrezza Botelho, que contou como funciona essa prática.

O jejum intermitente é considerado uma maneira saudável e tolerável de emagrecimento, já que a perda de peso vai acontecendo de forma natural, sem tantas restrições alimentares. Assim como a Fast Mimicking, dieta que promete resultados no primeiro mês, o jejum intermitente já foi adotada por famosas como Juliana Paes, e tem a proposta de comer quando realmente houver fome. De acordo com a nutricionista funcional Andrezza Botelho, o jejum surgiu com os muçulmanos durante o período do Ramadan, quando as pessoas se alimentavam somente à noite, ao longo de um mês. “Ao final do período, apresentavam modificações do perfil metabólico, como melhoras no perfil lipídico, diminuição da frequência cardíaca e diminuição da massa gorda, levando à hipótese de que permanecer por período intermitentes em jejum pode trazer benefícios à saúde”, explica. Saiba os tipos de jejum intermitente e veja quem pode praticar!

JEJUM INTERMITENTE DE TEMPO RESTRITO DE ALIMENTAÇÃO

É recomendado visitar um nutricionista para que o jejum seja personalizado para cada pessoa. Porém, de um modo geral, Andrezza explica que existem formas pré-estabelecidas de fazer a técnica. Uma delas é o tempo restrito de alimentação, que pode ser feito diariamente. “Implica na janela de alimentação de 8 a 10 horas do dia e, no restante do tempo, só pode consumir água e chá. Este método ajuda na queima de gordura, melhora a saúde metabólica, manutenção do peso e prevenção da obesidade”, explica.

 

JEJUM INTERMITENTE EM DIAS ALTERNADOS

Outra forma de praticar o jejum intermitente é ocasionalmente, sempre em dias alternados. “Serão consumidas no máximo 500 kcal em um dia e, no outro, a alimentação é feita normalmente. Este método ajuda na perda de peso e diminui o risco de doenças cardiovasculares”, explica a nutricionista. Apesar desse benefícios, crianças, gestantes e grávidas não podem praticar nenhum dos tipos de jejum intermitentes, por mais que a prática não seja considerada uma dieta restritiva.

 

JEJUM DIETA MIMETIZADA

A dieta mimetizada, segundo Andrezza, significa consumir de 30% a 50% do total de calorias necessárias a cada indivíduo por 5 dias consecutivos, por 3 meses. Nessa alimentação, a proposta é consumir pouca proteína e mais gordura. “Este método está associado à longevidade e performance cognitiva”, explica a profissional. Isso quer dizer que processos cerebrais como memória e raciocínio podem melhorar.

 

AFINAL, JEJUM INTERMITENTE REALMENTE EMAGRECE?

Quando se faz o jejum intermitente, o emagrecimento costuma acontecer de forma rápida, segundo a nutricionista, mas varia de acordo com o tipo de jejum que é feito e quais alimentos são consumidos. “Para alguns indivíduos sim, pois diminui a ingestão calórica, aumenta os hormônios que preferencialmente queimam gordura e diminui a quantidade de hormônios que inibem a queima, além de melhorar a aderência, por ser uma maneira tolerável de emagrecimento.

 

(Por Beatriz Doblas)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s