Pele oleosa necessita de cuidados extras, alerta especialista

A pele oleosa precisa de cuidados extras durante os dias das altas temperaturas tocantinenses. Quem tem o rosto oleoso tem que lidar diariamente com problemas recorrentes como é o caso do brilho intenso, das espinhas e dos cravos.

Para conquistar uma pele sequinha, iluminada e saudável em um estado em que as temperaturas ultrapassam os 30 graus na maior parte do ano, é necessário seguir uma série de recomendações.

Foto: Divulgação

A fisioterapeuta dermato funcional, esteticista e terapeuta naturista, Ducineia Lacerda, explica que pele oleosa é consequência da produção demasiada de sebo pelas glândulas sebáceas. “Esse tipo de pele tem características bem delineadas, marcadas pelo excesso de brilho e poros dilatados, com predomínio na chamada zona T – que compreende nariz, testa e queixo, áreas que normalmente costumam sofrer com cravos e espinhas”, destaca a profissional.

Vários fatores podem contribuir com o surgimento da oleosidade excessiva na pele. O problema pode ser genético ou causado por variações hormonais, alimentação inadequada, uso de ativos impróprios para a pele, medicamentos e até mesmo o estresse. “ Alimentos com alto índice glicêmico, o alto índice de hormônio cortisol provocado pelo estresse contínuo, a utilização de maquiagens, cosméticos muito oleosos e oclusivos  podem estimular a produção de sebo na pele”, explicou Ducineia.

Foto: Divulgação

A profissional explicou que atitudes simples podem contribuir com a melhoria do aspecto da pele e com o combate ao problema. “Sendo fundamental a todos os tipos de pele limpar, tonificar, hidratar e proteger a face diariamente, mas quem tem o rosto oleoso deve redobrar os cuidados”, disse.

Confira algumas dicas de como cuidar diariamente da pele oleosa

O primeiro passo é manter a pele limpa.  Ducineia ressaltou que a limpeza adequada é fundamental para remover impurezas externas e, até mesmo, secreções internas. “Ela evita a obstrução e o entupimento dos poros.

A dica é realizar a higienização pelo menos duas vezes ao dia com água fria, associado a um bom sabonete de limpeza, que tenha em sua composição ativos como ácido salicílico, zinco e enxofre, estes são agentes que controlam a oleosidade do órgão. Para completar a higienização pode ser acrescentado até duas vezes por semana um esfoliante leve, que ajudará na eliminação das células mortas da pele.

A profissional também alerta quanto a importância da tonificação. “Após o processo de lavagem, o tônico além de equilibrar o pH irá complementar a limpeza. Dê preferência aos produtos que contenham propriedades anti-inflamatórias, descongestionantes  e antioxidantes”, explicou.

Um fator essencial é a hidratação. Toda pele precisa de nutrição, inclusive a oleosa. “Quem pensa que a pele oleosa não precisa de hidratação está enganado. Grande parte do sebo, que dá a aparência brilhosa à pele, é produzido com o objetivo de hidratar a pele, o que é conhecido como efeito rebote. Por essa razão, se a cútis já estiver bem hidratada, o corpo irá entender que não é necessário produzir tanta oleosidade para suprir essa necessidade, deixando a sua pele menos oleosa”, destacou a especialista.

Segundo a profissional os melhores produtos para a pele oleosa são aqueles com textura em gel, séruns, fluidos e loções. Além disso, é importante verificar as especificações na embalagem do dermocosmético, como os termos oil-free (livre de óleos), não comedogênico, toque seco e efeito mate. “Não se esqueça que cada biotipo cutâneo requer cuidados, produtos e tratamentos específicos, por isso  consulte sempre um especialista”, recomenda.

Contudo, deve-se ressaltar que a ingestão diária de pelo menos dois litros de água por dia contribui para melhorar as funções orgânicas, contribuindo também para uma melhor hidratação e nutrição da pele.

Outra dica é evitar a alta exposição aos raios solares. O uso de protetor solar livre de óleo e não comedogênicos é a principal indicação. “Tanto o sol quanto o calor em excesso estimulam o funcionamento das glândulas sebáceas, favorecendo o aumento da oleosidade. Aplique diariamente o filtro solar e reaplique a cada duas horas para manter a sua efetividade. O filtro deve ser o último produto a ser usado antes da maquiagem”, disse Ducineia.

Veja quais os tratamentos estéticos ideais para controlar a oleosidade

De acordo com a profissional, após a análise da pele, são utilizadas fórmulas cosméticas e equipamentos com o intuito de melhorar essa condição desconfortável.

Os procedimentos disponíveis para tratar a pele com muita oleosidade, vão desde máscaras secativas como as de argila por exemplo, até microdermoabrasão, peelings químicos, laserterapia, desincruste, limpeza de pele profunda mensal, drenagem linfática manual, uso de cosméticos com ativos como hamamélis, calêndula, hortelã, própolis e alphabisabolol,  que além de contribuir no controle da oleosidade promovem uma ação descongestionante e anti inflamatória.

Segundo ela, produtos como demaquilantes, hidratantes e maquiagens devem sempre ser escolhidos de acordo com o tipo de pele para que não ocorra, por exemplo, o entupimento dos poros, e evitar que cravos e espinhas se formem.

 

 

FONTE: portal surgiu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s