Jato de Plasma e Eletrocautério – Quais as diferenças?

ELETROTERAPIAS: Jato De Plasma X Eletrocautério

 

Clique aqui e adquira o seu aparelho!

A eletroterapia é uma grande opção para estética e harmonização orofacial. Da mesma forma, os aparelhos que usam correntes elétricas apresentam ótimos resultados para vários tipos de casos.

Na Odontologia, o uso das eletroterapias começaram com a HOF, entretanto ainda não exponencializaram, portanto é uma grande oportunidade.

Entre os mais destacados atualmente estão o Jato de Plasma e o Eletrocautério. Há quem diga que eles são a mesma coisa, mas a ciência prova que não.

 

Então, qual a diferença entre Jato de Plasma e o Eletrocautério?

As técnicas de aplicações são parecidas e são utilizadas nos mesmos problemas (rugas, manchas, estrias, cicatrizes). Por outro lado, agem de maneiras distintas. Veja, a seguir, as principais diferenças:

 

JATO DE PLASMA

 

Primeiramente, o equipamento é um gerador de plasma artificial, de corrente contínua, alta intensidade e com alta tensão. Necessita de um meio condutor para realizar o procedimento.

O plasma é um gás ionizado com íons e elétrons e ao ser aquecido e em contato com o oxigênio produz o plasma. Deste modo, esse emissor de ondas elétricas de corrente alternada ou contínua atinge somente o estrato córneo do tecido epidérmico, não causando danos às camadas inferiores, folículos pilosos e outras estruturas.

Na área da estética trata, também, as telangiectasias. Trocando-se a ponteira e a intensidade do estímulo. Assim também, serve para blefaroplastia não-invasiva, eliminação de verrugas, entre outros.

Por fim, proporciona aumento da produção de colágeno do tipo 1, quimiotaxia, liberação de fatores de crescimento e restabelecimento da bioeletricidade celular.

 

ELETROCAUTÉRIO

 

Acima de tudo, o equipamento tem corrente alternada de baixa tensão e alta intensidade, tudo para produzir uma lesão mediada e controlada na superfície da pele. Desta forma, dispara jatos de energia elétrica em um campo magnético seco, no caso, a pele, e não necessita de meios condutores.

Assim como, sua tecnologia pode ser despigmentante, inclusive para a remoção de micropigmentação. Além disso, proporciona a pigmentação em casos de leucodermias (manchas brancas da pele decorrente do excesso de exposição solar) e faz curetagem.

 

Eletrocautério na região dos olhos

 

A finalidade terapêutica do Jato de Plasma e Eletrocautério são as mesmas. Clinicamente, observa-se uma capacidade de destruição pontual maior na técnica de Eletrocautério, mas um maior controle do depósito energético com o Jato de Plasma.

 

CONCLUSÃO

 

Atualmente, muito tem se falado sobre Eletroterapias e rejuvenescimento facial. Neste intuito, o Eletrocautério e Jato de Plasma são as mais conhecidas.

Entretanto, muitos profissionais vêm utilizando o Eletrocautério e chamando de Jato de Plasma. Apesar da finalidade terapêutica ser a mesma, é importante salientar há diferença entre as duas técnicas, como vimos acima.  

 

FONTES CONSULTADAS: Portal Contox

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s